Upanishads e as Quatro Mahavakyas


Incenso ardendo


"Deus é a substância única, imanente e subjacente em tudo e em todos, pois sem uma essência, sem uma substância, nada existe. Você conhece alguma onda sem mar? Deus é essência e substrato, no entanto não esgota seu Infinito Ser apenas na imanência. Deus é também eterna transcendência."

"O Vedanta é a escola filosófica que se baseia nas partes conclusivas dos Vedas. Anta significa final. A parte final dos Vedas também é denominada Upanishads e constitui o cume da sabedoria humana. Os mestres vedantinos afirmam que nada há fora de Deus, nada existe que não seja Deus. Essa verdade monista (ou não-dualista) é sintetizada e ensinada em mahavakyas (maha, grandes; vakyas, afirmações)."

1. UPANISHADS

Quando vocês esquentam o leite e ele talha, vocês obtêm coalhada ou iogurte. Uma vez que o coalho é batido, vocês obtêm manteiga. Agora, aqueçam essa manteiga e obterão ghee. Então aqueçam o ghee e ele permanecerá ghee. O leite é o primeiro estado, o segundo estado é a coalhada, o terceiro é a manteiga e o quarto é o ghee. Não há outro estágio além dele. Assim, os Vedas são o leite, ao passo que o Vedanta é o término, o ghee, o fim, a conclusão. - Sai Baba


As Upanishads são as partes que concluem os Vedas. O ensinamento baseado nelas é chamado Vedanta – significando o fim dos Vedas. As Upanishads são a parte principal e a meta dos Vedas. A essência de todos os Vedas pode ser encontrada nelas. Algumas das Upanishads mais importantes são:

Isa,
Kena,
Katha,
Prasna,
Mundaka,
Mandukya,
Aitareya,
Taittiriya,
Chhandogya,
Brihadaranyaka,
Kaushitaki,
Svetasvara e
Maitrayani
Significado de Upanishad

Upa significa perto, ni significa embaixo, shad significa sentar-se. Assim, Upanishad significa que os estudantes devem sentar-se perto do professor e estudar com reverência e humildade. Seu conhecimento não pode ser transmitido à distância, a partir de livros ou de leitura e aprendizado esporádicos. Deve-se permanecer próximo – estar constantemente envolvido no estudo, antes de o conhecimento e a sabedoria da Upanishad se revelarem a um aspirante. O termo Upanishad denota o
estudo e a prática da verdade inata.

Por que o estudante precisa estar próximo de um guru ou professor? A educação é transmitida com base em quem o professor é e não naquilo que o professor diz. É educação para a vida, experiência de vida e precisa ser assimilada da própria vida. O guru pode ser uma pessoa, a nossa própria experiência, a natureza como um todo ou o guru interno. O que é importante é que devemos sentar com humildade e aprender do guru.

Os estudantes devem sentar-se perto do professor. O professor senta-se em um nível mais alto e os estudantes, em um nível mais baixo. O conhecimento flui para baixo assim como a água flui nessa direção. O aspirante espiritual é chamado a aproximar-se dos professores e anciãos sábios em um espírito de humildade e reverência. - Sai Baba

Se me perguntassem sob que céu a mente humana ponderou mais profundamente sobre os maiores problemas da vida, eu apontaria para a Índia.

E, se eu me perguntasse de que literatura nós, aqui na Europa, podemos obter o corretivo mais necessário para tornar a nossa vida interna mais perfeita, mais abrangente, mais universal, novamente eu apontaria para as Upanishads.

As Upanishads são como a luz da manhã, como o ar puro das montanhas; tão simples, tão verdadeiras, se forem compreendidas. - Max Mueller

Força, força é do que as Upanishads me falam em cada página. As Upanishads são um grande reservatório de força. Elas urgem, ao som de trombetas, todas as raças, todos os credos, todas as seitas a erguer-se com seus próprios pés e ser livres. Liberdade, liberdade física, mental e espiritual, é o lema das Upanishads. - Swami Vivekananda

2. AS QUATRO MAHAVAKYAS

As Mahavakyas (maha, grandes; vakyas, afirmações.) são as Grandes Sentenças da Vedanta. Cada mahavakya é a essência de um ensinamento contido nos upanishads. Assim, cada uma delas não é meramente repetida, mas sim “esmiuçada” a fim de que a verdadeira compreensão surja no aspirante, não por crença mas por sabedoria.

Os Vedas nos dizem: brahmavid brahmaiva bhavati – conhecendo Brahman, a pessoa torna-se Brahman. Na medida em que nos aprofundamos mais e mais, percebemos que a filosofia mais elevada é simples.

Como Swami diz, “Deus é simples, tudo o resto é complicado”. Da mesma forma, após organizar os Vedas, Veda Vyasa percebeu que a essência de cada Veda podia ser explicada em frases simples. Essas são chamadas de Mahavakyas:

Rig Veda | pragyaanam brahmaa | A consciência é Brahman
Yajur Veda | aham brahmaa asmi | Eu sou Brahman
Saama Veda | tat tvam asi | Tu és Aquilo
Atharva Veda | ayam aatmaa brahmaa | Este ser é Brahman


pragyaanam brahmaa – A consciência é Brahman. Deus deu consciência (pragyaanam) ao homem, mas ele está utilizando-a mal e tendo maus pensamentos. pragyaanam não é conhecimento mundano, mas a consciência constante integrada que é um presente de Deus. Ela está presente e ativa em todas as coisas, em todos os lugares e em todos os momentos. Ela energiza os domínios físico, mental e espiritual da pessoa. O que precisamos fazer é manifestar essa consciência.

aham brahmaa asmi – Eu sou Brahman. aham significa totalidade, uma personalidade total, complexa. brahmaa é a base de tudo neste mundo e além. Não há diferença entre aham e brahmaa. Eles são interdependentes e inseparáveis.

Percebam a verdade de que vocês são Deus. Deus é unidade na diversidade. Sem perceber isso, não há utilidade em se ler livros ou dar palestras. Ao menos pratiquem um ou dois ensinamentos de Swami. Até mesmo no nível mundano, vocês estão ajudando alguém? Ajudar sempre, ferir jamais. Nunca usem palavras ríspidas ou cruéis. As palavras vêm do coração e se vocês preencherem seus corações com o sagrado, suas palavras também serão boas. Se vocês querem falar boas palavras, devem preencher seus corações com bons sentimentos.

tat tvam asi – Tu és Aquilo. Esse é o princípio de consciência total; a totalidade do ser e do vir a ser, englobando e transcendendo os limites físico, mental e espiritual. Devemos perceber que Deus não está separado de nós, que Deus está em nós e que estamos em Deus. Essa declaração é feita no Saama Veda, cujos hinos são musicais. A música é um excelente meio para harmonizar Aquilo e Isto (Tu). Quando a chuva cai, a cortina de água une céu e terra. Assim, também a torrente da canção iluminada por amor altruísta pode unir Isto (Tu) e Aquilo.

ayam aatmaa brahmaa – Este ser é Brahman. Isso significa que não somos apenas seres humanos, mas o divino brahmaa. Implica que o Ser Interno individual é a testemunha imaculada e impassível de todas as atividades que realizamos. Uma pequena partícula de açúcar é tão doce quanto um grande cubo de açúcar. Do mesmo modo, cada um de nós é divino. Somos encarnações da Divindade e filhos da imortalidade.




Upanishads e as Quatro Mahavakyas:
Vedas – Uma Introdução
A Jornada Interior
Por Lalitha Vaithilingam
Nirmala Sekhar e outros
http://mkmouse.com.br/livros/vedas-uma-introducao.pdf
Citações iniciais:
http://professorhermogenes.blogspot.com/2010/06/mahavakyas.html

Comentários

Mensagens mais visualizadas dos últimos 7 dias