Shiva e Shakti - Consciência e Energia




"Aquilo em que residem todos os seres e que reside em todos os seres, aquele que é o doador das graças para todos, a Alma Suprema do universo, o Ser Ilimitado – eu sou Aquilo."  - Amritbindu Upanishad


"Aquilo que permeia tudo, que nada o transcende, e o qual, como o espaço universal à nossa volta, preenche completamente tudo, por dentro e por fora, esse Brahman Supremo não-dual – isso és Tu."  - Shankara


SHIVA E SHAKTI

CONSCIÊNCIA E ENERGIA

SHIVA simboliza a consciência, o princípio masculino.
SHAKTI simboliza o princípio feminino, o poder de ativação e energia.

Sempre que um poder se torna ativo, e onde quer que exista energia, é sinal que Shakti está trabalhando. Outros termos para estes princípios primordiais são PURUSHA E PRAKRITI; Purusha é a consciência e Prakriti é a natureza.

O Senhor Shiva é geralmente retratado segurando um tridente, que representa a Trindade de Īshwara, Purusha e Prakriti.

Īshwara é o omnipresente, eterno e sem-forma Princípio Divino; Purusha é o Ātmā e Prakriti é a manifestação, a natureza. Uma luz elétrica pode ser usada para explicar o seu relacionamento. A corrente elétrica, que é a fonte da luz, é Īshwara; a luz é Purusha, e o objeto que é iluminado é Prakriti.

Shakti (ou Prakriti) significa energia, poder, movimento, mudança, natureza. É o princípio maternal -a concessora, a abundância. No ser humano, bem como no reino animal, a mãe oferece nutrição, calor e segurança. Não há amor maior do que o amor de uma mãe. A mãe carrega e nutre a criança em seu próprio corpo. Quando nasce, ela fornece o leite materno e sacrifíca-se até que ela se torne autosssuficiente.

Shiva (ou Purusha), por outro lado, é a consciência pura - o observador imutável, ilimitado e ininfluenciável. Purusha não tem nenhum desejo. Estes são inerentes somente a Prakriti. Purusha é a tela clara e vazia na qual Prakriti projeta o seu filme colorido.

Shiva e Shakti são manifestações de uma única consciência divina - as duas diferentes faces da mesma moeda. Em muitos retratos, estes dois poderes primordiais são descritos cada um como sendo uma metade da mesma imagem; uma fêmea numa face e um macho na outra face. O face esquerda é a Mãe Divina, Parvati, a energia "feminina", e a face direita representa Shiva, a consciência "masculina".

Devido à divisão do princípio primordial no advento da criação a dualidade começou a existir nas nossas vidas, em conjunto com uma poderosa força que está constantemente se esforçando para se reunir com a outra parte.

Somente quando Shiva e Shakti se combinam é que a ação, o movimento e a criação podem surgir. Até que a energia esteja impregnada de consciência, essa mesma energia é ignorante, desordenada, sem qualquer rumo e "cega". Sozinha, a energia não pode produzir nada; a consciência concede-lhe conteúdo, forma e direção. Inversamente, a consciência sem energia é o poder dormente, a energia adormecida, e por si só, é incapaz de ser a causa de qualquer coisa. Assim, Prakriti sem Purusha é incapaz de agir, e vice-versa, Purusha sem Prakriti é também incapaz de criar seja o que for.

O significado de Shiva e Shakti é ocasionalmente mal compreendido quando Shiva e Shakti são vistos como "homem" e "mulher" e sua união é considerada como uma relação sexual. A sexualidade é algo completamente natural, e o mal-entendido surge apenas quando a sexualidade e a espiritualidade são misturadas.
  • A sexualidade é a união do homem e da mulher
  • A espiritualidade é a união do ser humano e da consciência divina.
Shiva e Shakti existem dentro de cada um de nós, como os princípios masculino e feminino. Isso tem um efeito ao nível físico - é a causa da atração sexual.

Dentro do homem também existe uma certa tendência para as qualidades femininas, e dentro da mulher também existe uma certa tendência para as qualidades masculinas.

Devido à presença de Shiva e Shakti dentro de nós, a consciência masculina é atraída pelo feminino e vice-versa.

Shiva reside no Chakra Sahasrāra e Shakti no Chakra Mūlādhāra. Quando Prakriti e Purusha se unem no Chakra Sahasrāra, conhecimento, conhecedor e o objeto do conhecimento se tornam um. Uma vez que nós tenhamos experienciado Isto, nenhum desejo permanecerá dentro de nós porque nós realizamos inequivocamente aquilo que sempre ansiamos e que realmente vive somente dentro de nós. Neste estado de consciência absoluta não existem polaridades e, portanto, não existem mais tristezas; Há apenas a alegria eterna, o amor incondicional, compaixão ilimitada e total compreensão para com todos os seres vivos.

Enquanto a consciência está ligada ao corpo físico, é incapaz de permanecer constantemente no Chakra Sahasrāra e assim retorna à residência do Ātmā no Centro do Coração (Chakra Anāhata). Uma pessoa realizada pensa, sente e age a partir do coração. Embebida no amor eterno e na felicidade eterna, essa pessoa está sempre consciente do imortal Ātmā, o oceano da felicidade, e sua consciência está sempre ligada à consciência divina.

  • Shakti é o amor maternal de Deus que nos rodeia com carinho, atenção e proteção.
  • Shiva é o amor paternal de Deus que nos dá consciência, clareza e conhecimento.

Desejo para você a bênção da Mãe Divina que vive dentro de você, como energia e vitalidade, e a bênção do Pai Divino que reside dentro de você como consciência e conhecimento. Que eles sempre cuidem de você, o protejam e o guiem, e em seu amor infinito transportem-no até à consciência cósmica.



Traduzido livremente de:

Comentários

Mensagens mais visualizadas dos últimos 7 dias